MS cessa contrato com profissionais contratados no âmbito da covid-19 em dezembro

Mario da Costa - Saúde
Reportajen : Jaime Pires
Editor : Germenino Ximenes
  • Share
Odete Maria Freitas Belo, Imagem Esp.

Díli (timorpost.com) – Três mil funcionários de saúde recrutados no âmbito da crise sanitária provocada pela covid-19 serão, no final deste ano, dispensados, devido à situação financeira precária que o Ministério da Saúde vive, revelou a responsável da tutela, Odete Belo.

“Emitimos já uma notificação a anunciar o término do contrato. Recordo que os três mil profissionais foram, na altura, recrutados para responder à situação de urgência sanitária causada pela covid-19”, recorda Odete Belo aos jornalistas, esta quarta-feira (09/11), no Parlamento Nacional (PN).

ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA


Segundo Odete Belo, o MS não possui verbas suficientes para manter o emprego dos funcionários em causa.

“Realizámos, no passado mês de julho, uma avaliação. Debatemo-nos atualmente com a falta de verbas para garantir o pagamento dos salários dos contratados. Este contratempo faz com que só poderemos estender os seus contratos até ao final deste ano”, explicou.

Garante, no entanto, que o MS vai coordenar-se com os diretores de saúde dos municípios para rever os assuntos associados à força de trabalho. Caso, os municípios precisarem de novos funcionários, os funcionários despedidos deverão ocupar os lugares deixados vazios.

“No caso de os municípios necessitarem de novos profissionais, chamaremos imediatamente os que serão à partida despedidos por ter já colaborado com o ministério durante mais de dois anos”, assegura.

 714 total views,  3 views today

Como Você Reage?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry
You have reacted on “MS cessa contrato com profissionais contratados…” A few seconds ago
  • Share
ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA

Outras Notícias da Timorpost


Comentários :
Timorpost.com Realmente Aprecio Sua Opinião. Seja Sábio e ético ao Expressar Opiniões. Sua Opinião é de Sua Inteira Responsabilidade de Acordo Com a Lei ITE.

error: