Estudo preliminar para requalificação de espaço público de Díli apresentado por técnicos da Câmara Municipal de Lisboa

Germenino Ximenes - Dili · Geral
Reportajen : Joana Silva
  • Share
Troca de ideias entre a UCCLA e o Município de Díli sobre a requalificação do Espaço Público na zona de Bidau / Foto: TP

Díli (Timor Post) – O estudo prévio para a requalificação do espaço público na zona de Bidau Lecidere, em Díli, foi apresentado, esta quarta-feira (11.10), na sede da Autoridade Municipal de Díli (AMD), por um conjunto de técnicos da Câmara Municipal de Lisboa. O trabalho foi desenvolvido em parceria com a União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA) e com a própria AMD.

No âmbito da apresentação, a arquiteta Helena Palma explicou que o estudo está dividido em quatro partes, das quais se destacam os planos para a marginal de Díli, e o projeto piloto para os jardins e restante espaço público de Bidau Lecidere.

ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA


O primeiro ponto, exaltou a arquiteta, passa por construir um percurso em frente ao mar, passando pelo Palácio do Governo, pelo antigo Porto de Díli, jardim de Motael, Farol, Avenida de Portugal, praia dos Coqueiros, culminando na Pertamina, no final da avenida. A especialista identificou estas linhas da cidade, como a frente urbana. Já a “frente mais natural” começa no jardim Habibie e estende-se até ao Cristo Rei.

“Esta definição do território foi importante para analisarmos em que contexto é que estávamos a trabalhar. Alguns destes locais não têm espaços apropriados para caminhar. O caso do Largo de Lecidere é um espaço de sucesso e de ocupação, porque é confortável e tem sombra”, observou Helena Palma.

A arquiteta explicou ainda que o projeto piloto para os jardins e espaço público de Bidau Lecidere deverá prever um espaço para concertos e outras infraestruturas para o comércio tradicional e artesanal.

Marc Friedrich, Embaixador da União Europeia (UE) em Timor-Leste, destacou que a requalificação do espaço público permite reorganizar a própria cidade, garantindo a segurança e a mobilidade dos cidadãos.

O responsável da UE explicou ainda que este projeto piloto é uma das componentes do programa “Cidade Sustentável”, financiado pela UE e cofinanciado pela UCCLA, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa. “Este programa começou em maio de 2022 e tem a duração de três anos. O total do orçamento é de 3 milhões de euros (3.154 milhões de dólares americanos)”, esclareceu Marc Friedrich.

A presidente da Autoridade do Município de Díli (AMD), Guilhermina Saldanha avançou que a autoridade já estabeleceu um centro de formação de língua portuguesa e de informática para reforçar a parceria e o contributo da AMD neste trabalho conjunto. “Também alguns funcionários da AMD já fizeram estudos comparativos em Lisboa nas áreas de planeamento, de jardinagem e de gestão de cemitérios”, afirmou a governante.

Guilhermina Saldanha acrescentou, no encontro em que foi apresentado o estudo prévio, preparado maioritariamente pelos técnicos da Câmara Municipal de Lisboa, que esta parceria origina uma partilha de conhecimentos e de planos de trabalho. “Da parte do município de Díli, tentaremos apoiar com ideias e indicar os pontos importantes na capital para serem reabilitados”, assegurou a presidente da AMD.

O município de Díli e a UCCLA continuam, no âmbito do programa de reabilitação que deverá estar concluído em 2025, a trocar ideias para expandir o projeto parceria, que procura garantir o reforço da governação urbana, da inclusão social e da promoção do empreendedorismo em Díli.

 765 total views,  3 views today

Como Você Reage?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry
You have reacted on “Estudo preliminar para requalificação de espaço…” A few seconds ago
  • Share
ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA

Outras Notícias da Timorpost


Comentários :
Timorpost.com Realmente Aprecio Sua Opinião. Seja Sábio e ético ao Expressar Opiniões. Sua Opinião é de Sua Inteira Responsabilidade de Acordo Com a Lei ITE.

error: