SECOMS: História de Timor-Leste deve fazer parte do currículo

Mario da Costa - Geral
Reportajen : Beatriz Belo
Editor : Germenino Ximenes
  • Share
Mericio Juvinal dos Reis "Akara", Imajen Esp

Díli (Timor Post) – O Secretário de Estado para a Comunicação Social (SEC0MS), Merício Juvinal dos Reis “AKARA” propõe ao Ministério da Educação Juventude e Desporto (MEJD) alterações no currículo nacional, nomeadamente a introdução da história recente de Timor-Leste nos vários níveis de ensino.

O governante falava após o lançamento do livro Maunana Humilde e Revolucionário da autoria do jornalista Amito Qonusere de Araujo, que decorreu no Quartel General das Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), em Fatuhada.

ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA


Segundo Merício Akara, cabe ao Ministério da Educação Juventude e Desporto avançar com a inclusão da história recente de Timor-Leste no currículo educativo, sobretudo no que diz respeito à luta armada, período determinante para a conquista da independência do país.

Para o dirigente, o currículo atual aborda sobretudo a história do mundo, em detrimento da história de Timor-Leste, circunstância que “penaliza os jovens estudantes que ficam sem conhecer ao detalhe sobre a luta pela independência”.

Face ao destaque que é dado à história do mundo, Merício propõe que seja introduzido no currículo a história recente do país para que as futuras gerações a conheçam.

“Vou abordar esta questão junto do Ministro da Educação Juventude e Desporto no sentido de incluir no currículo a história de Timor-Leste. Assim, os alunos não só aprendem a história de outros países, mas ficam a conhecer em detalhe os principais acontecimentos históricos ocorridos no nosso país, em particular durante a ocupação indonésia”, disse Merício Akara ao Timor Post.

O secretário de estado congratulou, também, o autor do livro Maunana Humilde e Revolucionário por ter transformado a história do Brigadeiro General Cornélio Ximenes MAUNANA numa obra literária, sugerindo ao escritor e a sua equipa a digitalização do livro.

“A falta de hábitos de leitura é visível em todas as camadas da população timorense. Os jovens usam de forma abusiva o telemóvel em vez de lerem um livro. Por isso, é necessário proceder à digitalização do livro para que todos o possam ler com a ajuda do telemóvel”, concluiu.

 940 total views,  3 views today

Como Você Reage?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry
You have reacted on “SECOMS: História de Timor-Leste deve fazer part…” A few seconds ago
  • Share
ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA

Outras Notícias da Timorpost


Comentários :
Timorpost.com Realmente Aprecio Sua Opinião. Seja Sábio e ético ao Expressar Opiniões. Sua Opinião é de Sua Inteira Responsabilidade de Acordo Com a Lei ITE.

error: