Dia Mundial de Conservação da Natureza: Glorita e o CEIA

Timor Post - Geral
Reportajen : Daniel Damaia
  • Share
(imagem: ADN,I.P.)

 “Todos os dias deviam ser dias mundiais de conservação da natureza”, afirma Glorita, estudante timorense do ensino secundário em Díli que, por via da leitura um texto dum manual escolar, decidiu procurar mais informação na internet. Hoje, Glorita sente-se mais informada, mais consciencializada para a importância de preservar a natureza.

Dia 28 de julho é data assinalada pela Assembleia Geral da ONU para chamar a atenção das consequências nefastas que a ação humana tem sobre os ecossistemas, as cidades e a natureza em geral. O desmatamento, a desflorestação e a poluição causada pelo consumo de combustíveis fosseis estão entre as causas mais diretas do aquecimento global.

ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA


Este dia visa consciencializar as pessoas a perceberem que muitas das suas pequenas ações diárias têm um impacto na qualidade do meio ambiente. Reciclar, reutilizar objetos reutilizáveis, diminuir o uso de plásticos, plantar árvores e reduzir o uso de eletricidade, entre outros, são pequenos comportamentos que, no dia a dia e individualmente, se consideram formas eficazes de conservar a natureza.

“Sim, descobri que há uma relação direta entre as consequências das inundações e o pouco cuidado que temos com a natureza na nossa rotina diária”, afirma com convicção Glorita. Ela testemunhou a dor dos seus vizinhos quando as suas casas foram levadas pela torrente duma ribeira que transbordou em Díli no ano passado. “Sabe o que fez a água subir? Não foi a chuva só. Foram muitas garrafas de plástico numa ponte que impediram a água de escoar. Não foi a chuva. Fomos nós!”. Desde então, e entre outros cuidados, Glorita esmaga as garrafas de plástico de água e deposita-as nos contentores. “As pessoas nem se apercebem que, em Timor-Leste, ter lâmpadas ligadas desnecessariamente é um fator de poluição”.

Atitude ambiental semelhante à da Glorita tem uma organização ambiental timorense, o CEIA – Centro de Educação e Informação Ambiental. Flaviana da Costa, elemento ativo desde 2019 e voluntária da “Brigada Ambiental”, afirma com orgulho: “Trabalhei na limpeza das áreas costeiras e ajudei a contruir aquilo que chamamos de ‘jardim verde’”.

A diretora do CEIA, por seu turno, não esconde a satisfação dos números: “Desde 2020, operando nas zonas costeiras e montanhosas da capital, já limpamos 730 locais, recolhemos 695 toneladas de lixo, plantamos 5.202 viveiros, construímos quatro jardins verdes e assinalamos 14 locais com quadros informativos sobre cuidados ambientais”.

O CEIA conta com cerca de 450 voluntários que se esforçam. Porém, nestes cuidados básicos diários que qualquer pessoa pode ter em prol da qualidade do meio ambiente, todos nós devíamos ser voluntários. Porque não somos?

Daniel Damaia

20-07-2022

 2,358 total views,  3 views today

Como Você Reage?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry
You have reacted on “Dia Mundial de Conservação da Natureza: Glorita…” A few seconds ago
  • Share
ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA

Outras Notícias da Timorpost


Comentários :
Timorpost.com Realmente Aprecio Sua Opinião. Seja Sábio e ético ao Expressar Opiniões. Sua Opinião é de Sua Inteira Responsabilidade de Acordo Com a Lei ITE.

error: