“Conhecimento e educação” inspiram confiança de Presidente português em Horta

Mateus da Cruz - Dili · Nacional
  • Share
VISITA AO CAFE DE DÍLI DO PRESIDENTE PORTUGUÊS, MARCELO REBELO DE SOUSA

Em agenda voltada para Educação, Marcelo Sousa fica em Timor-Leste até domingo

Em visita ao Centro de Aprendizagem e Formação Escolar (CAFE) de Díli, esta quinta-feira (19/05), o Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, disse ter esperança e confiança de que o Chefe de Estado timorense eleito, José Ramos-Horta, fará um bom trabalho em Timor-Leste por o considerar um homem com “muito conhecimento e interesse na educação”.

ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA


“Vim a Timor-Leste para dar um abraço ao antigo presidente [Francisco Lú Olo], ao novo e a toda a nação pelos 20 anos da Restauração da Independência, que celebramos a 20 de maio”, disse Marcelo, que participou da tomada de posse de Horta, na noite de quinta-feira, em Timor-Leste até domingo (22/05).

Também a agenda do Presidente português revela o investimento da Cooperação Portuguesa no setor da Educação. Após visitar a Escola Portuguesa Ruy Cinatti de Díli (EPD), Marcelo deslocou-se ao Centro de Aprendizagem e Formação Escolar (CAFE). Recebido com entusiasmo pelos alunos do CAFE, com direito a danças tradicionais, declamação de poemas e ao som de tambores, Marcelo afirmou que a língua portuguesa torna Timor-Leste e Portugal países irmãos.

Para o Presidente de Portugal, saber falar português “é como ter um passaporte para viajar no mundo”.

Marcelo visitará ainda a Escola Amigos de Jesus e a Universidade Nacional de Timor Lorosa’e, ambas em Díli.

Alunos e professores esperam melhorias nos CAFE

O CAFE de Díli é um dos 13 centros distribuídos pelos municípios de Timor-Leste. Juntos recebem aproximadamente sete mil alunos.

A timorense Eleodia Monteiro é uma delas. Apesar de se dizer muito feliz por estudar no CAFE de Díli, a jovem destaca alguns problemas, como a chegada tardia de professores, que prejudica a aprendizagem.

“Com isso, o cumprimento de algumas disciplinas fica atrasado. E não gostamos de nos sentir atrasados”, disse. Ainda como questões a serem melhoradas, Eleodia enumerou a necessidade de mais livros e computadores e a revitalização da infraestrutura.

A respeito do atraso dos professores, Jorge António, docente de Química, considera que a situação também é uma preocupação para os colegas e que espera que não se repita. “A pandemia agravou muitos problemas. Este foi um deles. Muitos ficaram a trabalhar a distância na espera de voltar a Timor. Estamos todos aqui na busca por evoluir”, contou.

A professora de História Sónia Santos, também diretora do CAFE de Díli, enfatizou que os desafios são grandes, mas que todos os professores não têm medido esforços para continuar a melhorar a qualidade do ensino. “Sabemos das dificuldades. Porém, temos consciência do quão fundamental e transformadora é a educação. Estamos no bom caminho”, afirmou. (CLJ)

 655 total views,  3 views today

Como Você Reage?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry
You have reacted on ““Conhecimento e educação” inspiram confiança de…” A few seconds ago
  • Share
ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA

Outras Notícias da Timorpost


Comentários :
Timorpost.com Realmente Aprecio Sua Opinião. Seja Sábio e ético ao Expressar Opiniões. Sua Opinião é de Sua Inteira Responsabilidade de Acordo Com a Lei ITE.

error: