CFP: Investigadores da PNTL necessitam de formação em línguas estrangeiras

Augusto Sarmento - Segurança
Reportajen : Estagiado Cardénio Alves
Editor : Germenino Soares
  • Share
Emílio dos Santos

Díli (timorpost.com) – O comandante do Centro de Formação da Polícia (CFP), superintendente Emílio dos Santos, destacou a necessidade de os investigadores da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) frequentarem formações em línguas estrangeiras, sobretudo inglês, mandarim e coreano, para poderem investigar casos cometidos por estrangeiros falantes destes idiomas.

“O Governo podia oferecer formações em línguas aos investigadores policiais para aumentar o seu conhecimento linguístico nas investigações dos atos ilegais praticados por cidadãos estrangeiros em Timor-Leste”, disse Emílio dos Santos aos jornalistas, esta segunda-feira (14/08), no CFP, em Comoro, Díli.

ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA


Afirmou ainda que os investigadores sentem dificuldades no terreno relacionadas com línguas, sobretudo o mandarim, quando enfrentam os chineses que se ocupam em vários tipos de negócio.

“Os chineses dominam, atualmente, as lojas em Timor-Leste. É provável que alguns efetivos policiais atuem com brutalidade frente a esses estrangeiros, pois uma parte não compreende o tétum, enquanto a outra não entende o mandarim”, concluiu.

 849 total views,  3 views today

Como Você Reage?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry
You have reacted on “CFP: Investigadores da PNTL necessitam de forma…” A few seconds ago
  • Share
ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA

Outras Notícias da Timorpost


Comentários :
Timorpost.com Realmente Aprecio Sua Opinião. Seja Sábio e ético ao Expressar Opiniões. Sua Opinião é de Sua Inteira Responsabilidade de Acordo Com a Lei ITE.

error: