Governo quer baixar taxa de bens importados

Augusto Sarmento - Politica
Reportajen : Olga Soares
Editor : Equipa do CLJ
  • Share
Hélder Lopes

Díli (timorpost.com)O Vice-Ministro das Finanças (VMF), Hélder Lopes, informou que o atual Governo pretende reduzir a taxa de bens importados para os 2,5% para fazer face ao aumento registado no anterior Executivo.

Hélder referiu que a subida da taxa, levada a cabo pelo anterior Governo, de 2,5 % para os 5%, deu origem à subida dos preços dos bens de primeira necessidade no mercado, corroendo o poder de compra dos cidadãos.

ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA


Afirmou, deste modo, que o Executivo vai apresentar, na próxima semana, a proposta de redução da taxa ao Parlamento Nacional [PN], com duas alterações. A primeira incidirá sobre a lei do imposto direto de importação, enquanto a segunda sobre a redução do imposto seletivo, em particular a do açúcar.

“A atual lei de importação prevê uma taxa de 5%. Vamos baixar de novo para os 2,5%, A intenção do atual Executivo é aumentar o poder de compra da nossa comunidade”, disse o governante, esta quarta-feira (02/08), no seu local de trabalho, no Ministério das Finanças, em Aitarak-Laran, Díli.

O vice-ministro lembrou que o anterior Executivo aplicou uma taxa de um dólar americano por cada quilograma de açúcar e posteriormente aplicada na Lei do Orçamento Geral do Estado, medida esta que o atual Governo a pretende alterar e transferi-la para a Lei do Orçamento Retificativo.

Na mesma linha, o Ministro do Comércio e Indústria (MCI), Nino Pereira, informou a necessidade de uma cooperação com o Ministério das Finanças, em particular com a Autoridade Aduaneira e os Serviços Alfandegários sob a tutela do MF, para rever os impostos e as taxas de importação de bens que acabaram por dar origem à subida dos preços no mercado.

“Devemos garantir o controlo da nossa inflação por forma a impedir a oscilação dos preços e da taxa de produtos importados. É necessária, por isso, uma intervenção seletiva do atual Governo. Será mais fácil controlar o preço dos artigos de primeira necessidade assim que for reduzida a taxa de importação”, disse o governante.

Nino Pereira advertiu ainda os consumidores para estarem atentos face aos especuladores que aproveitam o atual cenário de incerteza para subir os preços dos bens de primeira necessidade, entre outros, o óleo de cozinha, arroz e açúcar.

“Temos um decreto-lei que regula o crime de branqueamento e de especulação de preços no mercado. Os especuladores acabam geralmente por esconder os bens, sobretudo o arroz, nos armazéns até escassearem. Este cenário acaba por agravar a inflação e acentuar a subida de preços praticados pelos fornecedores e negociantes”, frisou o governante.

 918 total views,  3 views today

Como Você Reage?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry
You have reacted on “Governo quer baixar taxa de bens importados” A few seconds ago
  • Share
ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA

Outras Notícias da Timorpost


Comentários :
Timorpost.com Realmente Aprecio Sua Opinião. Seja Sábio e ético ao Expressar Opiniões. Sua Opinião é de Sua Inteira Responsabilidade de Acordo Com a Lei ITE.

error: